brasil-um-dos-maiores-produtores-frutas-mundoMeio Ambiente e Reflorestamento

Brasil – Um dos Maiores Produtores de Frutas do Mundo

A Revista “A Granja”, Agosto/2009, nº 728 – Ano 65, Porto Alegre-RS em sua página “Aqui Está a Solução” que responde às consultas dos leitores, encontramos na p. 17 a pergunta de Mario Luiz Teixera – BH sobre produção de frutas: “Ouvi dizer que o Brasil é um dos maiores produtores de frutas do mundo. Gostaria de obter detalhes sobre esse mercado que se faz tão presente na mesa dos brasileiros. Grato pela atenção.”

Resposta – Mário, o Brasil é um dos três maiores produtores de frutas do mundo. A produção superou 43 milhões de toneladas em 2008, e o país fica atrás apenas da China e da Índia.

O Brasil é o maior produtor mundial de laranja, mamão e limão taiti, além de produzir 60% de todo o suco de laranja exportado no mundo. Cerca de 53% da produção brasileira são destinados ao mercado de frutas processadas e 47%, ao mercado de frutas frescas, segundo dados do Instituto Brasileiro de Frutas (Ibraf) e do Sebrae.

A produção brasileira esta voltada para frutas tropicais, subtropicais e temperadas, graças a sua extensão territorial, posição geográfica, solo e condições climáticas. São 500 variedades de plantas produtoras de frutas comestíveis e 220 espécies de frutíferas nativas somente na Amazônia.

O setor emprega 5,6 milhões de pessoas, o que equivale a 27% da mão de obra agrícola. Gera oportunidades de dois a cinco postos de trabalho na cadeia produtiva por hectare cultivado e está fundamentado em pequenas e médias propriedades.

Em 2008 foram exportadas 888 mil toneladas de frutas frescas, o equivalente a US$ 724 milhões. As principais frutas exportadas foram uva, melão, manga, maçã, limão e melancia, que fecharam todas com saldo positivo.

A União Europeia continua sendo o maior comprador de frutas brasileiras, representando 76% das exportações.” Reproduzido da p. 17 da revista “A Granja” de Agosto/2009.

A mesma revista citada, na p. 13, trás: “Terras a perder de vista” Sem derrubar uma única arvorezinha, ou arrancar um único metro quadrado no bioma amazônico, ou irritar qualquer ecologista, é possível plantar mais de 70,8 milhões de hectares no Brasil.

É o que informa uma das ONGs mais barulhentas do mundo, a WWF. A área, inferior aos 90 milhões a 100 milhões disponíveis calculadas por entidades classistas de produtores, equivale praticamente ao que o país explora hoje pela agricultura (grãos e lavouras perenes)”.

Isto, naturalmente ocupando e explorando áreas de pastagens medíocres, ou cerrado improdutivo, que com a tecnologia moderna vem modificando nossa agricultura nas últimas décadas, permitindo o Brasil se destacar no cenário mundial na exportação de alimentos.

E, neste contexto, a fruticultura representa um importante setor, principalmente para uma região montanhosa como o Leste Mineiro, de difícil mecanização, mas ecológica e tecnicamente aconselhado para uma fruticultura diversificada com espécies perenes e de grande potencial para o mercado interno e de exportação.

Embora ainda pouco conhecidas em nosso meio, temos: Lichia, Macadamia, etc. Além, naturalmente, das frutas tradicionais que já tem indústrias processadoras bem próximas, com mercado consumidor assegurado.

No Espirito Santo temos um bom exemplo a seguir. Bem próximo, com clima, solo e topografia semelhante a nossa região, encontramos uma diversificação com reflorestamento, café e fruticultura que merece ser copiada, seguida e praticada.

Basta cruzar a divisa para ver e aprender com os capixabas: dominam a tecnologia do setor da fruticultura e possuem centros de pesquisas e experimentação para seleção de melhores variedades.

Também o E. E. Santo possuem portos especializados para a exportação das frutas frescas ou industrializadas. São infraestruturas importantes que podemos e devemos aproveitar.

Com a lei dos Alimentos Saudáveis e Nutritivos na Merenda Escolar, naturalmente vai aumentar muito o mercado para frutas no consumo nacional em substituição aos refrigerantes que prejudicam a saúde dos consumidores.

Refrigerantes a base de frutas naturais, sem aditivos e conservantes químicos, representa alimento saudável, nutritivo e gostoso que a meninada vai adorar em suas merendas diárias, no intervalo do recreio das aulas.

Eng Agr Ruy Gripp

Posts Relacionados

Anúncios

Deixe uma resposta