Cafeicultura

Café: Adubação com Potássio

O livro “Potássio – Necessidade e Uso na Agricultura Moderna”, publicado pelo Instituto do Potássio e Fósforo do Canadá em 1988, traduzido pelo Dr. Bernardo van Raij, Pesquisador do IAC- SP e editado pelo POTAFOS – Piracicaba -SP mostra, com dados comparativos da pesquisa nas várias culturas econômica de todo o mundo, a importância fundamental do elemento químico potássio na produtividade das plantas. Registra a sua importante influência na resistência das culturas a várias doenças e pragas. Enquanto um excesso do elemento NITROGÊNIO deixa os vegetais susceptíveis às pragas e doenças, ao contrário, o POTÁSSIO protege as plantas, dando-lhes resistência ao ataque das várias doenças provocadas por fungos, bactérias e vírus, assim como também evita o ataque por insetos daninhos como brocas, cochonilhas, pulgões, etc. além de imprimir às plantas melhor aproveitamento da água, dos outros adubos químicos, sofrer menos as intempéries do clima referentes às secas, aos ventos quentes ou frios, etc.

O estudo do Potássio realça a importância da sua aplicação no solo em quantidade suficiente, de acordo com a necessidade de cada cultura, dentro da produtividade esperada, relatando as exigências de cada uma das várias culturas econômicas, resultado de inúmeros experimentos em todos os continentes com este importante adubo químico. Inclusive afirma que uma mesma planta tem exigências diferentes em função do clima regional, do regime das chuvas, da temperatura – se verão ou inverno, do tipo de solo, se arenoso ou argiloso, etc. Para cada caso uma dosagem diferente para a mesma cultura. Para cada cultura, no mesmo clima e mesmo solo, as exigências são diferentes nos diversos estágios do ciclo da planta – crescimento vegetativo, floração e granação do fruto.

O estudo do potássio apresenta um quadro comparativo das exigências das diversas culturas, dentro dos grupos dos cereais, das frutífera, das gramíneas forrageiras, das essências. Por exemplo; a banana é extremamente exigente em potássio para ter alta produtividade, sendo que sua deficiência no solo acarreta a vulnerabilidade de várias doenças que aniquilam a cultura. Também o cafeeiro é extremamente exigente neste mineral aplicado normalmente na forma de Cloreto de Potássio, extraído de depósitos naturais em rochas principalmente do Canadá, em profundidades entre 1.200 metros abaixo do nível do mar.

Pelas informações acima vemos como é importante a análise do solo e a sua correta interpretação com acompanhamento das recomendações de adubação por um técnico experimentado visando orientar a dosagem de cada elemento em função da produtividade esperada e do estágio de desenvolvimento de cada cultura. No caso especifico do café sabemos ser esta cultura mais exigente em nitrogênio e fósforo na fase do crescimento vegetativo e floração, e o elemento potássio no estágio de granação e maturação dos frutos. Portanto devemos aplicar os fertilizantes não somente na quantidade e proporção corretamente equilibrada, como também no estágio próprio em que cada planta necessita e melhor aproveita. Assim, a cultura responderá com maior produtividade e melhor qualidade do produto. Os mistérios de uma correta adubação são complicados, misteriosos mesmo, mas aos poucos a ciência agronômica vai desvendando e revelando o manejo mais adequado referente a quantidade e época de aplicação de cada elemento, distinta e separadamente, nos período culturais mais apropriados para cada tipo de cultura, de solo e de clima. Sendo a análise do solo a base fundamental para uma correta adubação

Felizmente já temos o laboratório regional de análise de terra funcionando em Manhuaçu-MG, estimulando e permitindo o cafeicultor adubar corretamente sua cultura, conforme a necessidade do solo e da planta, diminuindo o custo de produção e aumentando o lucro do produtor.

(13/10/1998) Ruy Gripp

Categorias:Cafeicultura

Marcado como:, ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.