Meio Ambiente e Reflorestamento

Água: Retenção, Conservação, Multiplicação e Reciclagem

Abaixo reproduzimos correspondência enviada ás autoridades e entidades diversas do nosso país, com o plano de divulgar processo que achamos importante para se estudar, pesquisar e executar, visando a retenção, conservação, multiplicação e reciclagem das águas que tem origem nos olhos ou minas d’água brotando de um ponto do terreno, em determinado sítio, formam os riachos, ribeiros e rios. Vejamos

Alto Jequitibá – MG, 10 de março de 2015. À Presidenta Dilma Rousseff, Ministérios: da Agricultura, Planejamento, Meio Ambiente, IBAMA, Senado Federal, Câmara dos Deputados, Governadores Estaduais, revista e jornais diversos.

Assunto – Retenção das águas das minas ou olhos d’água com barragens escavadas nos locais das nascentes, considerando que:

1.- A vazão das águas acumuladas e retidas tende a aumentar no período da estiagem, em média duas a quatro vezes. As águas represadas no interior do continente, evaporando na mesma região de sua origem, torna-se mais benéfica, pois evita seu retorno rápido para os oceanos de onde ela veio; indo para o mar seu regresso é incerto e variável no tempo e na quantidade.

2.-Uma mina com vazão correspondente a uma torneira aberta corresponde a 10 L/minuto representando 600 L/hora ou 14.400 L/dia; com uma vazão dez vezes maior seria 100 L/minuto, 6.000 L/hora e 144.000 L/dia ou 14,4 m3/dia. Com mecanismo regulador da vazão, a água poderá ser retida no caso de um temporal, controlando as inundações nocivas às cidades e campos cultivados.

3.-Nunca as águas são gastas, mas apenas usadas e recicladas: na irrigação evaporam através das folhas voltando para a atmosfera; numa indústria retorna aos rios, embora poluída. Quanto mais vezes a água for usada e reciclada, mais tempo demora chegar aos oceanos. Assim, maior volume é evaporada no continente e aqui mesmo transformada em chuva ou infiltrada no solo para abastecer outras nascentes.

4.-Para localizar e estudar os sítios com nascentes possuindo bacias com condições ideais e favoráveis para construção das represas basta subir nas margens dos riachos afluentes dos rios da região, pois cada fio d’água tem sua nascente em algum ponto que indica de sua origem. Quanto maior for a superfície e a profundidade (2 a 4 m) da represa, melhor será.Existe pouco perigo de rompimento das barragens nos olhos d’água, pois geralmente é pequena a bacia de captação e escoamento das águas ao redor das nascentes.

5.-Nas regiões montanhosas é grande a quantidade de nascentes nas grotas dos terrenos mais elevados da região, cujas águas represadas podem ser usadas na irrigação por gotejo em pressão natural, sem gastos com bombas e motores, conforme informações em anexo ou na exploração da piscicultura.

                                                                                                          Ruy Gripp- 10-03-15

Posts Relacionados

Deixe uma resposta