Meio Ambiente e Reflorestamento

Teca – Madeira de Qualidade e Valor

É bem recente a introdução da TECA (Tectona grandis) no Brasil, embora considerada uma das melhores e das mais antigas espécies de madeira cultivadas em vários países do mundo. Abaixo vamos reproduzir trechos de literatura sobre a Teca, recebida recentemente, visando despertar o interesse de nossos agricultores por esta nobre espécie de madeira, em início de cultivo em grande escala em vários pontos do país, motivado pelo seu grande valor econômico e rápido desenvolvimento. Vejamos :

“A Teca da Indonésia – Teca é o nome popular da Tectona grandis (ing. Teakwood) árvore nativa da Índia, Birmânia, Tailândia e África. Desde tempos muito antigos a teca tem sido uma das mais valorizadas madeiras do mundo por ser facilmente trabalhada e pela sua resistência ao sol e a chuva através de longos anos.

Durante a colonização holandesa na Indonésia, árvores de teca começaram a ser plantadas nas ilhas de Java e Sumatra para servir de matéria prima nobre ao crescimento da colônia. Como resultado de uma demanda sempre crescente, nos dias de hoje existem enormes fazendas de teca em várias ilhas do arquipélago. Um móvel fabricado em teca pode durar dezenas de anos, mesmo quando utilizado em ambientes externos e sujeitos a intempéries de todo o tipo.

Atualmente nos países do sudeste asiático, ainda é possível encontrar mobiliário em teca original do início do século, deixado ao relento, e no entanto em excelente estado de conservação. A mobília trazida pelo colonizador europeu, foi reproduzida em teca e mogno em toda a Ásia e adaptada à visão do artesão oriental, resultou numa saudável mistura de estilos. Um bom exemplo é o móvel colonial holandês encontrado na Indonésia e na Malásia, ou ainda a curiosa mistura de tendências chinesas e europeias expressa nos móveis de teca do Vietnam, antiga Indochina.

Hoje em dia a teca é amplamente utilizada na construção naval, no revestimento de pisos, construção de decks em casas à beira mar, gazebos para jardins e naturalmente móveis modernos para áreas externas.

Teca

TecaTeca – árvore rústica. A Teca, Tectona grandis, é nativa das florestas tropicais do sudeste asiático. Árvore de grande porte, pode alcançar altura superior a 50 metros e diâmetros de até 2,5 metros. Seu tronco retilíneo é revestido por uma casca espessa, que a protege do fogo. As folhas despertam atenção pelo tamanho ( até 60 x 80 cm) e por caírem na estação seca. De fácil cultivo e rápido crescimento, a Teca é rústica e pouco suscetível ao ataque de pragas e doenças.

Madeira de qualidade e valor

A madeira da Teca tem alto valor de mercado, devido às suas excepcionais propriedades:

1– peso e resistência: com densidade média de 0,65 g / cm3 é madeira leve, porém resistente;

2- estabilidade e durabilidade: não empena e pouco se contrai durante a secagem; é imune ao ataque de cupins e outros insetos; pode ser enterrada ou exposta ao tempo, sem deteriorar-se;

3- aparência e utilização: fácil de trabalhar, tem um visual muito bonito; é utilizada na produção de móveis, esquadrias e pisos de qualidade, decoração e construção naval;

4- preço: excelente, alcançando US$ 800,00 / m3 em tora. É bem maior que o do mogno, que não supera US$ 300,00 / m3 na mesma condição.

5- mercado: amplo e com tendência ao crescimento, pela exaustão das madeiras de qualidade oriundas da floresta natural. O grande consumo mundial de madeira de Teca proveniente das plantações confirma sua qualidade e aceitação.

Lições Aprendidas – Comercialização:

O plano de ganhar mercados nacionais e internacionais para os produtos extrativistas e agrícolas de Juruena (distinguidos por um selo ambiental) precisou ser adiado por falta de competitividade, principalmente devido às condições precárias de transporte da região;

Madeira: O plano de produção sustentável de algumas madeiras nobres, como mogno e cerejeira, vem revelando-se inviável, pois as espécies vêm perdendo qualidade quando replantadas: por outro lado, outras espécies de boa qualidade, como caixeta, teca e pinho cuiabano, alcançaram bons resultados no replantio;

Colonos: Uma vez bem instruídos, os produtores locais demonstram grande adesão às práticas agroflorestais, deixando cada vez mais de derrubar descontroladamente a mata para tirar seu sustento;

Parcerias: Banco Mundial – Bird; Governo do Estado de Mato Grosso; ICI / Zeneca; Prefeitura de Juruena; Universidade Federal do Rio de Janeiro e outros órgãos ambientais e centros de pesquisas, em articulação com a Academia Francesa de Ciência, Museu Britânico de Historia Natural e Smithsonian Institute (EUA).

madeira teca

Um ótimo negócio

O investimento na Teca é garantido por inúmeros aspectos:

  • Experiência comprovada: o reflorestamento da Teca não é novidade; já vem sendo praticado há mais de 100 anos no sudeste asiático, cobrindo cerca de 2,5 milhões de hectares;
  • Sem concorrência externa: o Brasil dispõe de grandes extensões apropriadas ao plantio da Teca, em contraste com as regiões de plantação tradicional, que enfrentam escassez de áreas para ampliação de seus reflorestamentos;
  • Excelente nível de segurança: a árvore é rústica, de fácil cultivo, sua madeira tem uso múltiplo e grande aceitação;
  • Indiscutível liquidez: assegurada pela forte procura da madeira de Teca no mercado internacional e reforçada pela crescente escassez das demais madeiras de valor;
  • Pequeno investimento no plantio: cerca de US$ 1.500,00 por hectare;
  • Elevada receita: bem plantado, um hectare de Teca pode produzir US$ 160.000,00 de madeira.

Requisitos para um reflorestamento rentável

O resultado do reflorestamento depende da qualidade da semente, do sítio e do manejo. A Cáceres Florestal garante a melhor semente do mercado e, para orientar os interessados, elaborou o “Manual do Reflorestamento da Teca”. Este contém todas as informações necessárias para a seleção do sítio e manejo da plantação.

Reflorestar, uma necessidade

É cada dia menor a disponibilidade de madeira de qualidade na floresta natural. Madeiras como jacarandá da Bahia ou pinho do Paraná e outras de valor da Mata Atlântica, hoje dificilmente são encontradas no mercado. Também o mogno, a cerejeira e o freijó, espécies nobres da Amazônia, estão com os dias contados: seus estoques não devem durar mais que 10 ou 15 anos.

Nos demais países a situação é semelhante: a oferta de madeiras de qualidade está diminuindo. A crescente escassez de madeira e sua consequente valorização, abrem espaço para o reflorestamento em base econômica. O reflorestamento realizado na região tropical favorece o crescimento das arvores, em razão do clima quente e úmido, permitindo produzir madeira em menor prazo. A Teca revelou ser a melhor solução técnica e econômica na produção de madeira de qualidade nos trópicos.

Procedimentos na compra de sementes e do manual

1Preços: Sementes – um quilograma (kg) contém de 1.000 a 1.500 sementes. São necessários de 3 a 4 kg de sementes para plantar um hectare de Teca, no espaçamento de 3 ,0 x 2,0 metros. Um kit para experimentação (contém 0,5 kg de sementes) = R$ 40,00/kg; sementes por quilo (quantidade mínima de 5 kg) = R$37,50 / kg. Manual de Reflorestamento da Teca = R$ 6,50 / unidade. (Informações transcritas de CÁCERES FLORESTAL S/A, Av. Mal. Rondon, 720. Caixa Postal, 56 – Cáceres – MT Cep. 78.200-000)

Observações

Já temos algum início de plantio da Teca em nossa região. Dr. Rubens José Dias, cafeicultor com interessante experimento no sistema de agrossilvicultura no município de Manhumirim –MG, cujas pesquisas no setor florestal vêm sendo visitado em aulas práticas por técnicos e agricultores, já plantou cerca de 5.500 mudas de teca, sendo 1.500 no ano 2.000 e 4.000 mudas plantadas recentemente entre dezembro/2002 e janeiro de 2003., antes e depois de seu falecimento em 07/01/2003.

Sementes adquiridas no endereço acima. Do primeiro plantio encontramos exemplares com mais de 4 metros de altura, conforme foto em anexo. Este experimento poderá ser visitado pelos interessados. No viveiro de mudas do IEF (em Carangola-MG, p. exemplo) já estão produzindo mudas de teca, ainda em pequena escala, mas que poderão ser adquiridas pelos agricultores interessados.

Lá encontramos bom número de tecas com cerca de 10 a l5 metros de altura, demonstrando rápido desenvolvimento. Em Matipó, a firma Irmãos Gardingo Ltda adquiriu vários quilos de semente de Teca, parte das mudas preparadas pelo viveiro florestal do IEF-Manhuaçu-MG. Portando já temos vários experimentos desta notável e nobre madeira para analisarmos seu comportamento e desenvolvimento futuro no Leste Mineiro.

Acreditamos que terá bom o seu desenvolvimento e alta produtividade em nossa região montanhosa da zona da mata de Minas e E. Santo. Precisamos introduzi-la nos mais variados tipos de solo e de microclimas existentes, para descobrir os mais adaptáveis: se nas várzeas ou no morro; se em solos pesados ou leves; se em terrenos rasos ou somente nos profundos, etc.

Assim, quem sabe, num futuro bem próximo ela poderá ser explorada economicamente, ao lado do Eucalipto e outras essências florestais como Pinus sp, Angelim , Aroeira, Araticum, Bicuiba, Brauna, Canela, Cedro , Cerejeira, Cutieira, Freijó, Ipê, Jequitibá, Mogno, Peroba, Sobrasil, Vinhático, Acácia mangium, Pupunha, etc. Talvez num futuro próximo, se a teca tiver bom desenvolvimento e produtividade econômica em nossa região, poderemos exporta-la para a Europa e a própria Ásia, sua terra de origem. Industrializada e transformada em móveis de luxo.ou em peças importantes nos navios de carreiras e nos iates dos milionários, pois é muito indicada para piso e paredes laterais de embarcações que permanecem em contato com a água do mar.

 Ruy  Gripp  – 10 / 06 / 2003

Posts Relacionados

Deixe uma resposta