Cafeicultura

Rendimento Em Xícaras Por Saca De Café Beneficiado

O cafeicultor e pecuarista Osmar Gomes de Aguiar, de Alto Caparaó -MG, com propriedade nas divisas do Parque Nacional do Caparaó, na cabeceira do Rio José Pedro, várias vezes, em vários anos seguidos, me perguntou sobre o rendimento de xícaras do cafezinho por cada saca de café beneficiado.

 

Em todas ocasiões declarei não saber informar naquela hora, mas que iria buscar as informações na literatura sobre o café para satisfazer sua justa e nobre curiosidade. Sabemos ser também do interesse de inúmeras pessoas ter estas informações. A seguir publicamos a resposta ao Osmar, resultado de nossas pesquisas.

Depois de consultar várias obras recentes sobre o café, sem encontrar resposta satisfatória e detalhada, lembramos do velho livro “O Café no Brasil” de Rogério de Camargo e Adalberto de Queiroz Telles Jr., vol. I e II publicação do S. I. A. (Serviço de Informação Agrícola), de 1953, que adquiri em 16/11/1954, portanto a cerca de 50 anos atrás quando ainda estudante de Agronomia na Universidade Rural – RJ.

Em Café no Brasil, vol. II de Rogério de Camargo e Adalberto de Queiroz Telles Jr, no capítulo Torração e Moagem, encontramos:

Quantidade de pó: P. 568

“Um bom café deve ser bem encorpado e rico, sem, todavia, atingir os limites dos exageros. Um bom café de sol, conhecido por café de terreiro, com um ano de descanso, costuma dar 80 xícaras por quilo de pó, enquanto que um café de sombra, com um ano de descanso, costuma dar 140 xícaras.

Sabendo-se que uma xícara mede, termo médio, 60 centímetros Cúbicos (cm3), concluímos que um quilo de pó, dando para 80 xícaras, corresponde a 4.800 cm3., o que equivale a 1: 4,8 litros.

Se considerarmos um café melhor com capacidade de oferecer um infuso à base de 100 xícaras por quilo, sabemos que esta quantidade dará 6 litros, e que sua relação é de 1: 6. Sabemos, também, que uma xícara em tais condições, exige 10 gramas de pó, ou sejam, 14,2 por cento para a infusão. Segundo analises conhecidas, uma xícara em tais condições terá aproximadamente: cafeína 0,12% e Óleo aromático 0,05%. ” P 568/569.

Valor nutritivo e calorias: P 629

“Ora, com um quilo do produto industrializado, pode-se preparar de 4 a 7 litros de infusão, dependendo o total, naturalmente de diversos fatores, entre os quais, principalmente, a concentração do liquido e a origem do produto. Para os nossos hábitos e pela matéria prima de que dispomos correntemente, costuma-se avaliar essa quantidade em um termo médio de 5 litros.

Deste modo, pode-se preparar, com um quilo de café industrializado, cerca de 100 xícaras das pequenas, uma vez que é de 60 cm3 a capacidade das habitualmente utilizadas no Brasil e que, por isso, contêm mais ou menos 50 cm3 de infusão.

Pelo padrão brasileiro, uma xícara das grandes para o café com leite, ou seja, a nossa conhecida média, oferece uma capacidade de 150 cm3. Habitualmente, seus dois terços são cheios com leite, acrescidos de um quinto à metade de açúcar e, ainda, do volume aproximado da xícara pequena de infusão de café. O valor calórico desta mistura alimentícia é aproximadamente de: infusão de café: 10 calorias; 100 g. de leite: 73 calorias; 30 g de açúcar: 116 calorias; total = 199 calorias.

Esse total representa cerca de 7 por cento da necessidade calórica diária, e que são ingeridas em consequência da associação com o café, porque, dificilmente, uma pessoa tomaria continuamente uma xícara de leite puro com açúcar.

Não se deve ser esquecido o valor para a nutrição que representam os sais minerais contidos no infuso de café. Não expressão nenhum valor calórico, mas são indispensáveis à vida humana, ainda que em doses mínimas. Segundo os dados acima, uma xícara pequena de café contém cerca de 0,40 a 5,57 g de sais minerais, entre os quais predominam o potássio, o ferro, o magnésio e o cálcio. ” P. 629/630 do livro citado.

Do exposto acima concluímos que com um quilo de café industrializado se obtém tanto as 100 xícaras pequenas do café simples de 50 cm3, como 100 xícaras médias de café com leite, de 150 cm3 cada.

Sabemos que cada saca de café beneficiados de 60 kg rendem 48 kg de café torrado; portanto 48 kg x 100 xícaras = 4.800 xícaras de 50 cm3 ou 4.800 xícaras de café com leite. O volume de 1 litro corresponde a 20 xícaras de 50 cm3 (1.000 ¸50 = 20 ) . Se tomarmos como base:

a) um mínimo citado de 4 litros do infuso por quilo , temos : 48 x 80 xícaras = 3.840 xícaras;

b) o máximo de 7 litros de rendimento do infuso, temos 48 x 140 xícaras = 6.720 xícaras; a média de rendimento entre estes dois extremos será : (a + b)¸ 2 ou ( 3.840 + 6.720)¸ 2 = 10.560 ¸2 = 5.280 xícaras. Para facilitar a memorização, podemos arredondar para 5.000 xícaras por saca de café beneficiados de 60 kg que correspondem a 48 kg de café industrializado. Ao torrar, aumento de volume e perde em média 12 Kg (20%).

Contudo cada interessado pode facilmente calcular o rendimento em sua casa, de uma maneira fácil e rápida. Os padrões de volume de nossas garrafas térmicas para café correspondem a 1 litro ou 20 xícaras de 50 cm3. Na hora de fazer o café, basta contar e pesar as colheres de pó usadas para cada litro de café, obtendo quantas gramas por litro, quantos litros por cada quilo de pó e quantas xícaras pelos 48 quilos de café torrado que representa também o rendimento por cada saca de café beneficiado de 60 kg.

Quem toma café muito ralo, fraquinho mesmo, talvez obtenha até mesmo 10.000 xícaras por saca. Mas guardemos na memória: média de 5.000 xícaras de 50 cm3 de café por saca beneficiada de 60 kg que também corresponde a 5.000 xícaras medias de café com leite de 150 cm3 cada. Cada média contém 3 xícaras pequenas, mas na mistura café com leite e açúcar, usa-se apenas cerca de 1 xícara de 50 cm3 do infuso café, no preparo do tradicional café com leite. Nossos agradecimentos ao Osmar pela pergunta, por que me obrigou a estudar e aprender mais sobre esta nobre bebida que é o café.

Eng Agr Ruy Gripp

Posts Relacionados

Anúncios

Deixe uma resposta