Artigos de Livros

O Poder de Cura do Limão de Conceição Trucom

Com o título “O Poder de Cura do Limão”, Conceição Trucom, bacharel em Química pela UFRJ desde 77, atuou por 24 anos na área da ciência aplicada, com projetos em Química Orgânica, inorgânica e Bioquímica.

Uma estudiosa eterna dos mistérios do corpo e da saúde, participa, desde 95, de cursos de formação em técnicas de: Alimentação natural, Meditação, Terapia do riso e os estudos sobre o poder da mente. Convencida de que para a construção e manutenção de um corpo saudável é necessário o uso de alimentos nobres, resolveu dedicar-se aos estudos sobre esta fantástica fruta que é o limão.

Dada a importância do livro e do limão, vamos reproduzir alguns capítulos ou trechos, como:

Apresentação

Ao tomar conhecimento deste brilhante trabalho, fiquei imaginando o quanto ele poderia ajudar as pessoas em sua saúde e dia a dia. As cidades estão crescendo e o acesso aos produtos naturais está cada vez mais restrito.

Reféns da mídia, nos distanciamos da natureza e do natural. Na vida corrida e rápida, acreditamos que para viver melhor e mais felizes dependemos de tias e tais produtos. São vitaminas, complexos alimentares, e tantas fórmulas prontas para comprar sonhos. Nosso cérebro recebe estas informações e as transformam em verdades, para, um tempo depois, perceber que estes produtos nada mais são do que vãs tentativas de reproduções sintéticas da natureza.

Este livro, mais que informativo, mostra-nos o quanto podemos fazer uso ativo do limão, um produto absolutamente natural, acessível a todos pelo seu baixo custo, mas de elevado benefício à saúde e ao prazer de receitas saborosas.

limão

A partir desta leitura não abro mão de consumir limão três vezes ao dia, em vez de pagar pelos caros comprimidos de vitamina C. O limão hoje é plantado em quase todo o território nacional, com uma característica muito importante: sua produção está concentrada em pequenos produtores, fixando o homem no campo, distribuindo renda de forma justa, sendo uma das culturas que mais gera empregos por hectare plantado.

Assim sendo, resolvemos apoiar e ajudar na divulgação desta obra, pois nela vemos um cunho social importantíssimo, sendo nosso dever promover a saúde e defender causas sociais em nosso país. Waldir Promicia – Presidente da ABPEL (Associação Brasileira dos Produtores e Exportadores de Limão). P. 7 e 8.

O Mais Benéfico Alimento da Humanidade

Há muitos séculos o limão faz parte da sabedoria médica e popular. Veja o que conta uma lenda do norte da Índia. Pouco antes de formar-se, um jovem e brilhante estudante de medicina foi procurado por um médico idoso que vivia numa aldeia distante. Ele disse ao jovem que desejava aposentar-se e precisava de um assistente para ajudá-lo no momento, mas que também iria treina-lo para mais tarde assumir sua movimentada clínica. O jovem ficou…encantado…

Dois pontos de observação gritam alto nesta lenda:

1). Ignorar o que é simples e natural é, infelizmente, um estado comum da humanidade, que perpetua as doenças, a ilusão e as falsas expectativas de que o sofisticado tem maior poder de curar.

A sociedade moderna valoriza em desmedida a tecnologia, esquecendo que a natureza é simples, companheira e cúmplice. Todo o tempo.

2). A melhor prática da medicina é a preventiva. Infelizmente, sempre haverá profissionais que valorizam a doença como meio de sobrevivência. Estar vulnerável a este tipo de postura é algo sempre possível quando ignoramos as formas naturais de conquista e manutenção de nossa saúde. Portanto, a busca da informação é fundamental. ” Até a p. 11 do livro citado.

As Propriedades Medicinais do Limão

Na elaboração deste livro, tive a preocupação de juntar um conteúdo o mais sério e completo possível sobre as propriedades terapêuticas do limão.

Todas as informações foram pesquisadas em livros e artigos, alguns deles extremamente atuais, escritos por médicos e estudiosos das diferentes medicinas. Existem fontes extremamente antigas, como as da medicina Ayurvédica, estudos científicos mais recentes como os com o OE de limão (óleos essenciais) como também estudos empíricos da Aromaterapia, dos Florais e da Cromoterapia. Mas não faltam aquelas indicações e receitas da cultura popular mundial, trazidas pelos índios, xamãs e nossas avós.

Entretanto, recomendo às pessoas que têm problemas graves de saúde, só fazerem uso do limão após conservarem com seus médicos e estudarem mais sobre o assunto.

Nenhuma fruta tem valor medicinal igual ao do limão, e suas propriedades merecem estar descritas num livro como este, cujo objetivo é trazer à luz todo este potencial. O consumo diário e regular do limão é profilático e um verdade elixir da longa vida. Com indicações e emprego em moléstias diversas, com possibilidades de numerosas formas de aplicações internas e externas, o limão nem sempre é valorizado devidamente pelos profissionais contemporâneos.

Particularmente no Brasil, cuja média de consumo per capta ainda é bastante baixa (2,4 kg / ano), sua intensiva utilização pode contribuir decisivamente para o incremento da saúde de nossa população.

Geralmente conhecido pela sabedoria popular, que segue tradições e ensino que vêm de nossas avós, o limão aguarda, tranquilo e sereno, o julgamento da posteridade por uma humanidade mais esclarecida, para desprender-se das “facilidades” do modernismo tecnológico.

A leitura deste livro nos motiva procurar, no seio das forças naturais e vivas, a terapêutica e o tratamento salutar, que previne e cura sem fazer mal, sem arriscar a padecer da própria cura com os fatais efeitos colaterais.

O processo do metabolismo catabólico (quebra dos alimentos até suas unidades básicas de nutrição e posterior eliminação dos excretos) da alimentação repetidamente inadequada é responsável por muitas enfermidades e suas manifestações, entre elas, a acidez sanguínea e artritismo.

O homem moderno, com sua vida estressante e sedentária, extremamente intoxicado, padece com as enfermidades orgânicas ou funcionais típicas do século. Para impedir ou prevenir que o organismo chegue à doença, necessita alcalinizar seu sangue com sais alcalinos, transformando os restos ou resíduos do metabolismo, e poder finalmente e mais facilmente expeli-los.

Quando isso não acontece, estes resíduos tóxicos e ácidos permanecem no organismo, ocasionando milhares de agravos patológicos, pelos quais têm que pagar caro os serem humanos chamados “civilizados”.

O limão, com seus ácidos facilmente transformados em elementos alcalinizantes e com suas bases, fermentos, vitaminas, fibras e monoterpenos, contribui poderosamente para eliminar resíduos que, como agora sabemos, são os responsáveis diretos e indiretos pelas doenças. Estes resíduos tóxicos funcionais como verdadeiros escudos, dificultando o sucesso dos tratamentos de cura e das terapias alternativas.

Assim, através de estudos prolongados, constatou-se que o uso do limão estimula a produção de carbonatos e bicarbonatos salinos no organismo, promovendo a neutralização da acidez dos líquidos corporais.

Efetivamente, apesar de no estado livre ter como princípio ativo o poderoso ácido cítrico, este, em contato com o meio celular no interior do nosso organismo, é oxidado e complexado durante a digestão e comporta-se como um alcalinizante suave, ou seja, um neutralizante da acidez interna.

Em síntese: os seus diversos sais convertem-se em carbonatos e bicarbonatos de cálcio, potássio, etc. Elementos que concorrem para acentuar positivamente a adequada alcalinidade do sangue.

Perceba como este alimento é mágico: ao mesmo tempo em que contribui eficazmente para o funcionamento normal do metabolismo de eliminação (mobilização= depuração= purificação), também é fundamental no processo assimilativo de todos os órgãos do corpo, como por exemplo, na fixação do cálcio e do ferro. Enfim, com uma sábia orientação terapêutica e o consumo diário do limão, podemos amenizar e até, possivelmente, curar doenças classificadas como incuráveis”.

Da p. 47 a 50 do livro citado. Pretendemos continuar com o assunto do limão, revelados pela Dra. Conceição Trucom, pois contém informações novas e importantes comprovando o antigo ditado popular que “um pé de limão no quintal de uma casa corresponde a uma verdadeira farmácia”, naturalmente com os remédios praticamente gratuitos além de saborosos e refrescantes pois uma limonada é realmente uma deliciosa bebida, que precisa voltar a ser usada, como antigamente.

Os efeitos notáveis do limão

Como descrito, o limão pode ajudar na prevenção e tratamento de muitas dificuldades de saúde. Observe nos quadros a seguir o resumo das suas principais formas de atuação: Propriedades – Uso interno: Adstringente – detém hemorragias em corte ou escoriações; Alcalinizante – alcaliniza o pH do sangue; Antibacteriano e antivirótico – detém o avanço de infecções internas e externas, inclusive no fígado, pulmões, bexiga e rins; Depurativo – acelera a capacidade metabólica da eliminação de toxinas através dos órgãos excretores.

Usado como um verdadeiro remédio, precisamos ter o esclarecimento correto sobre como preparar, dosar e consumi-lo”.

Peço o devido auto-amor e respeito de primeiro entender as dinâmicas de cada proposta de tratamento com o limão, para somente nos próximos capítulos aprender as receitas e modo de uso no combate das inúmeras moléstias em que ele apresenta o enorme poder de prevenir, tratar e curar.

Combater o ácido úrico

O ácido úrico é uma substância, resultado final do metabolismo das proteínas e purinas, normalmente eliminada pela urina. Uma das principais causas da artrite (inflamação nas articulações) é a formação exagerada de ácido úrico em consequência de uma alimentação errada, muito rica em alimentos proteicos. A outra causa importante pode ser o metabolismo defeituoso, que revela deficiência na destruição e eliminação deste ácido úrico.

Logicamente, a primeira providência de tratamento é a redução de consumo de alimentos produtores de ácido úrico (carnes, seus derivados e leguminosas). A segunda providência é adotar um regime alimentar neutralizante do ácido úrico, consumindo limão, laranja e uva, como também hortaliças como a couve, alface, cebola e aipo.

O suco de limão tomado pela manhã, em jejum – 10 a 20 minutos antes do desjejum -, descongestiona e desintoxica o organismo e, se usado com regularidade, erradicará por completo todos os uratos. Os ácidos do limão contribuem poderosamente para oxidar os resíduos do metabolismo, especialmente os proteicos, responsáveis diretos do artritismo em toda as suas manifestações. Deste modo, é evidente a sua grande valia nas diversas patologias reumáticas e artríticas. Com efeito, a dinâmica da Terapia Intensiva do Limão, aumenta a excreção de ácido úrico, ureia e ácido fosfórico através da urina.

Em casos de pacientes sumamente artríticos, onde os resíduos proteicos geram elevadas taxas ácidas e, portanto, exigem grande demanda de agentes alcalinizantes, recomenda-se a Terapia Intensiva do Limão associada a um caldo alcalinizante de hortaliças, que deve ser preparado na decocção conjunta de aipo, cebola, alface e outras hortaliças. Veja também no capitulo VI – Terapia do Limão – Cuidados Importantes. P.52/53.

Escorbuto

O escorbuto é uma doença do sangue causada por uma nutrição pobre em vitamina C, ou seja, isenta de frutas cítricas e hortaliças cruas.

O limão é indicado contra o escorbuto pelo seu elevado teor de vitamina C, que ainda se encontra associada às suas demais propriedades como a de alcalinizar e limpar o sangue. A falta de vitamina C causa uma série de desordens orgânicas, entre elas, a astenia (cansaço por anemia); a inapetência (falta de apetite); as doenças reumáticas nos músculos, articulações e nervos; a tendência para a hemorragia da pele e das mucosas; a propensão para catarros nas vias respiratórias, digestivas e urinárias.

Quando tais sintomas aparecem, é o momento de consumir diariamente limões e laranjas para evitar graves lesões orgânicas e recuperar a saúde, a capacidade de rendimento e a resistência. Uma dieta diária de vitamina C – 50 a 120 mg para pessoas sadias – equivale ao consumo do suco de dois limões por dia.

Alerta: a eficácia da vitamina C em forma de suco natural de frutas e hortaliças não se compara jamais à do ácido ascórbico sintético.

Num quadro claro de escorbuto, na lactância, nas doenças infecciosas, no câncer, no diabetes, na doença de Basedow e nas intoxicações, assim como por ocasião de grandes esforços físicos, a dose de limões (e outras frutas cítricas) por dia deve ser bem maior. A falta de vitamina C ocasiona uma diminuição na capacidade de rendimento, principalmente no caso de desportistas e operários.

Na gestação, na convalescença e na velhice a necessidade de vitamina C é ainda maior, devendo-se consumir em abundância limões, laranjas e hortaliças, como também outras frutas, como acerola, kiwi e uva. O escorbuto causa problemas de sangramento das gengivas: portanto, o asseio da boca necessita ser evidenciado. Neste caso, enxaguar as gengivas com o sumo diluído do limão é também recomendado”. Da p. 55 a 57 do livro citado. Pretendemos continuar com este assunto do limão, pois ainda temos muitas informações práticas, úteis, interessantes deste maravilhoso livro da Dra. Conceição Trucom nesta sua magnífica exposição sobre Ö poder de Cura do Limão.

Regular períodos menstruais

Por suas propriedades de alcalinzar, limpar, controlar hemorragias e harmonizar todo o metabolismo, o consumo diário do limão, principalmente se combinado com o figo ou melão e semente de linhaça, poderá regular os períodos e o volume menstrual, além de ativar o funcionamento das trompas e ovários.

Além disso, o hábito de consumir os sucos verdes, ricos em ferro e clorofila, associados com o limão, irá favorecer uma reposição eficaz e saudável do ferro, prevenindo e tratando possíveis quadros de anemia.

Sistema Digestivo

O uso interno do limão das diversas foras saudáveis de preparo do limão é muito útil na regeneração dos tecidos inflamados das mucosas, reconduzindo ao estado e funcionamento normal de todos os órgãos do aparelho digestivo.

Adequadamente usado, o limão tem o poder de cicatrizar as úlceras do estômago e evitar a sua formação, pois destrói os germes e as bactérias nocivas que contribuem para gerar as ulcerações.

Interessante ressaltar que a medicina Ayurvédica, a mãe de todas as medicinas, trata a maioria das dificuldades digestivas com receitas à base de limão. O limão combate as fermentações e os gases, tão comuns em problemas digestivos causados por mastigação inadequada, ou também pelo consumo excessivo de açúcares, frituras e alimentos muito industrializados. Combate dores de estômago, ventre e rins, bem como a falta de secreção de sucos pelas glândulas da boca e do estômago.

Quem consome o limão diariamente neutraliza e controla o excesso de bile, fazendo um bem extraordinário ao fígado, além de lubrificar as paredes da vesícula, evitando a formação de pedras no seu interior. Ajuda no tratamento das infecções e demais dificuldades hepáticas. É um amigo do pâncreas e, malgrado certas apreensões quanto a supostas incompatibilidades com o sistema biliar, revela-se um expurgador e um tonificante do fígado e da vesícula.

Intestinos 

O suco do limão possui propriedades antidiarréicas, antifebris e anti-sépticas. Nas gastrenterites, diminui a inflamação da mucosa e atenua as náuseas. Por seu elevado teor de ácido cítrico, também atua contra os bacilos diftéricos.

Pode acontecer de inicialmente o limão prender um pouco o intestino, mas será transitório e, neste caso, é recomendável tomar, ao deitar, uma colher de chá de mel puro de abelha (ou de caju) num copo de água, e ingerir mais frutas e verduras cruas diariamente. O uso diário dos sucos com frutas, hortaliças e limão tem o poder de manter os intestinos limpos.

Na disenteria ou diarreias, tão perigosas nos adultos, mas, principalmente, nas crianças, pois pode ser mortal, deve-se recorrer imediatamente ao médico. Mas, o suco de limão, com ou sem sal (pitada), costuma ser muito proveitoso, principalmente se houver presença de sangue. Uma limonada fresca deve ser ingerida aos cálices, ao longo do dia.

Fígado e Vesícula 

A formação de cálculos nas vias biliares pode ocorrer nos condutos biliares do fígado, mais comumente, porém, na vesícula biliar.

O suco do limão, tomado em doses estudadas, numa frequência diária, pode prevenir e até tratar problemas tanto hepáticos com vesicais, inclusive cálculos. A associação com o suco de laranja ou de tangerina também produz excelentes resultados.

Já o d-limoneno, contido no OE (óleo essencial) extraído da casca do limão e outros frutos cítricos, age suprimindo a atividade da enzima hepática HMG-CoA reductase, um fator chave para a síntese do colesterol. Age também desintoxicando o fígado, especialmente após a ingestão de grande quantidade de álcool ou alimentos muito gordurosos.

Várias faculdades e laboratórios ao redor do mundo desenvolveram pesquisas sobre a capacidade do d-limoneno em dissolver cálculos de colesterol na vesícula. Num destes estudos, o do Laboratório de Pesquisa Shionogi, em Osaka, Japão, dos participantes com cálculos de vesícula, cerca de 48% eliminaram por completo as pedras, e 14,5% tiveram dissolução parcial delas, sem relatos de efeitos colaterais significantes.

Garganta e Boca 

O limão é um poderoso bactericida, uma espécie de antibiótico natural. Gargarejos com seu suco fresco são benéficos para todos os tipos de afecções do trato nasofaríngeo, incluindo lábios, gengivas e língua, bem como para laringites e aftas. Inalado puro ou diluído é um bom desinfetante em casos de rinites e sinusites.

Na ingestão do suco puro do limão, é indicado o uso de um canudo, para evitar que sua acidez inicial cause agressão ao esmalte dos dentes. Entretanto, o uso do oe de limão no preparo de pasta dentifrícia é terapêutico é muito recomendável, porque ele trata, com eficiência, problemas de gengiva e boca”. Da p. 57 a 69 do livro citado. Vamos continuar com o assunto limão oportunamente.

Engº Agrº Ruy Gripp

Posts Relacionados

Anúncios

Deixe uma resposta