Anúncios

Categoria: Infraestrutura

Rodovias – Reflorestamento nas faixas de domínio

Neste artigo transcrevemos oficio enviado ao Presidente Fernando Henrique Cardoso e aos ministros do Transporte, da Agricultura ,do Meio Ambiente, aos presidentes do IBAMA, e do DNER, em Brasilia-DF, e ao Governador de MG, Secretários da Agricultura e dos Transportes, ao DER e IEF em Belo Horizonte-MG sugerindo que “na oportunidade do plano de privatização de parte de nossas rodovias e ferrovias federais e estaduais seja incluída a obrigação do reflorestamento das faixas laterais com árvores frutíferas, ornamentais ou espécies nativas, visando o aproveitamento dessas extensas áreas abandonadas

Anúncios

Solo-Cimento A Solução Para Trechos De Estradas Problemáticos

solo com cimento

Em quais todas as propriedades agrícolas existem determinados trechos de estradas que por natureza do terreno, nos dias de chuva, impedem o transito normal dos veículos. Formam atoleiros. Agarram os carros. Forçam o veículo que desliza, emperrando a viagem, necessitando que os passageiros desçam, firmem e empurrarem, ou então raspem a lama da camada deslizante, ou joguem terra seca do barranco debaixo das rodas. Ou usem um jeep ou trator, com corda ou corrente para puxar, transpondo aquele ponto encrencado, problemático, que sempre impede o transito. Muitas vezes são apenas 2 a 3 locais de 10 a 20 metros cada, que a cada ano, muitas vezes por ano, em todos os anos, traz problemas sérios.

Plano de Desenvolvimento Econômico para a Região Mineira do Vale do Rio Doce.

No Leste do Estado de Minas, o Vale do Rio Doce apresenta duas partes distintas, excluindo a região capixaba: a) Santa Bárbara – Valadares; b) Valadares- Aimóres. O trecho Barão de Cocais – Gov. Valadares é comumente chamado “Vale do Aço”, pois nele se localizam grandes e importantes minerações e usinas siderúrgicas; A região de Governador – Aimorés é a menos desenvolvida. Não há grandes indústrias, a produção agropecuária está em declínio.